Quais mudanças os efeitos da COVID-19 impactou nas empresas brasileiras

Quais mudanças os efeitos da COVID-19 impactou nas empresas brasileiras

Após os efeitos do surto do vírus Covid-19 no Brasil e no mundo, o cenário econômico tem mudado e tende a mudar mais constantemente nos próximos meses. Se antes alguns setores já se preparavam para as mudanças devido ao avanço frenético da tecnologia, a covid-19 acelerou esse processo.
O home office e as aulas online já viraram realidade. Mas quais efeitos vieram para ficar e sobreviverão ao mundo durante e pós-pandemia?
Esse cenário impõe desafios atípicos as empresas, que precisa ser ter comportamentos e hábitos novos para permanecer no mercado.

Mídia Digital

Atualmente existem 7,2% mais usuários ativos na internet em relação a 2019, totalizando 150 milhões de usuários, e 140 milhões frequentam mídias digitais diariamente.

O uso de veículos online será ainda mais intenso daqui para frente. As pessoas querem saber o que está acontecendo no mundo ao seu redor. As redes sociais, os sites de jornais, revistas, rádio e televisão vão informar. A informação está acima de tudo. E depois, temos que transformá-la em conhecimento

 

Ajustar produção e fazer planejamento

Montar uma estratégia de crise, como se fosse um plano de negócios, será fundamental neste momento, criando metas, estipulando ações objetivas e enfáticas, e estabelecendo indicadores de acompanhamento.

O momento é crítico, mas se faz necessário um profundo alinhamento interno entre as lideranças das empresas. É aconselhável neste momento uma avaliação detalhada do contexto atual e futuro do negócio como um todo, revisar projetos futuros e um e considerar um tempo maior de retorno sobre projetos em andamento, e lidar com um olhar mais criativo para as demandas que a sociedade está gerando neste momento.

 

Modelos de negócios

Muitos negócios irão se destacar enquanto empresas tradicionais precisam se reinventar. Modelos de produto, canal de distribuição, canal de vendas, precificação e relacionamento com o cliente serão retificados.

Diversificar as formas de pagamento, mudar as relações trabalhistas, derrubar obstáculos e se adaptar aos modelos digitais de negócio serão necessários para se manter no mercado. Nascem produtos centrados na jornada do cliente e de grupos culturais com a visão de que cliente é investidor e recorrência de venda é relação e aprendizado destas necessidades

 

 

Cultura de mercado e comportamento

Nascem clientes mais informado e conectados com modelos digitais de consumo mudando também a visão do que é essencial e relevante para o consumidor e para a comunidade, seus hábitos de consumo, relações sociais, financeiras e ambientais dos clientes. Os consumidores focaram em produto + preço + bom atendimento + comportamento e colaboração social empresarial para escolher as marcas de quem continuará comprando.

Novos hábitos de consumo como: e-commerce e delivery focado em “consultoras digitais” terão vantagens sobre os outros serviços criando uma fidelização por relacionamento ciente e empresa.

Saiba como podemos ajudar você e sua empresa!

Entre em contato conosco e descubra.