Cresça seu negócio com FIDC

Cresça seu negócio com FIDC

Atualmente existe diversos tipos de fundos de investimento. Muitos deles atraem a atenção de muitos investidores, inclusive dos iniciantes, pelos aportes acessíveis. Mas também existem fundos para investidores mais qualificados, como é o caso do FIDC, ou Fundo de Investimentos de Direitos Creditórios.

 

O que é FIDC?

Antes de mais nada, é importante entender o que são Direitos Creditórios. Todos os direitos que uma empresa tem a receber, seja por cheque, parcelamento de cartão de crédito ou duplicatas são chamados de Direitos Creditórios.

Para explicar melhor, imagine que uma loja efetuou uma venda que será paga num prazo de 30 dias. A empresa irá receber esse valor dentro deste tempo, mas e se for necessário receber com antecedência e não for possível esperar?

Nessa situação, é possível que a empresa receba com antecedência esse valor, transformando a dívida do cliente em título negociável, que é vendido para um investidor a um valor mais baixo. Quando o pagamento por parte do cliente acontecer, o dinheiro não vai para a loja, mas sim para o investidor. Esse processo se chama securitização.

Vale ressaltar que a aplicação em direitos creditórios pode ser originária não só operações comerciais, como o exemplo acima, mas também de operações financeiras, industriais e prestação de serviço.

De forma resumida, FIDC é um fundo que aplica em títulos de créditos de contas a receber.

 

Quem são os agentes envolvidos?

Para que esse processo aconteça, existem 4 agentes que operam, sendo eles:

Investidores: Cotistas que compram cotas do fundo e esperam um retorno sobre o investimento.

Administradores: São os que fazem a gestão do fundo. Selecionam empresas do mercado que tenham interesse em fazer antecipação de duplicata, contratos e cheques através dos recursos investidos pelos investidores.

Cedente: Quem tem o direto sobre o crédito a prazo e repassa para os administradores, recebendo o crédito através de deságio.

Sacado: Aquele que tem a obrigação de pagar no prazo o direito do cedente que será repassado aos administradores.

 

Principais vantagens

As operações são isentas de IOF, diferente das operações em bancos. Também geram economia fiscal, uma vez que os procedimentos são isentos de tributação, como PIS e IRPJ. Além disso, não existe reciprocidade bancária. As operações são menos burocráticas e com taxas inferiores, já que os recebíveis se transformam em lastro para o fundo. Ainda existe a aproximação com o cliente e o entendimento de suas necessidades, já que o intuito é de fomentar as atividades através da antecipação de recebíveis.

 

A GC Factoring também é FIDC. Aqui, seus planos e necessidades são atendidos de forma personalizada, sempre buscando a melhor solução para a situação. Entre em contato conosco e comece agora mesmo a fomentar o desenvolvimento do seu negócio.

Saiba como podemos ajudar você e sua empresa!

Entre em contato conosco e descubra.