Qual a diferença entre fintechs e bancos?

Qual a diferença entre fintechs e bancos?

O mercado financeiro, como qualquer outro segmento, se transforma a partir das tecnologias que são disponibilizadas cotidianamente.

Quando ouvimos a palavra banco, ainda é comum lembrarmos de grandes edifícios com esquemas de segurança, portas girantes, filas enormes, caixas eletrônicos, funcionários para todos os lados atendendo seus clientes e muita burocracia.

Poucos imaginavam que, até mesmo, os serviços prestados pelos bancos estariam ameaçados pela onda da internet e da informatização.

Mas, é isso que se percebe atualmente no mercado, onde as fintechs aparecem como opções simples, práticas e desburocráticas para os mais diversos serviços da área financeira.

Com tantas diferenças entre si, ainda é comum uma certa confusão a respeito da diferença entre fintechs e bancos e é sobre isso que vamos falar nesse post. Continue lendo e confira!

As diferenças entre fintechs e bancos

 

A grandiosidade dos bancos deveria causar sombra às fintechs, no entanto, não é isso que mostra o mercado.

A agilidade e facilidade de acesso que os clientes têm ao se relacionar com as fintechs vêm se transformando em uma grande ameaça a alguns serviços tradicionais dos bancos.

As diferenças entre eles são:

Serviços dos bancos

 

Bancos são instituições financeiras que fazem a administração do dinheiro de pessoas físicas e jurídicas.

Esses valores podem ser repassados a terceiros que pagam juros e correções pelos empréstimos.

Os bancos são, portanto, empresas que guardam e emprestam dinheiro, além de oferecer serviços para seus clientes como saques, empréstimos, investimentos, financiamentos, etc.

Serviços das fintechs

 

Fintech é um termo que surgiu das palavras inglesas financial e technology que, juntas, formam em português a terminologia financeiro e tecnologia.

Baseada totalmente na tecnologia da informação e comunicação, essas empresas desenvolvem soluções específicas da área financeira para seus clientes, oferecendo serviços segmentos e muitas facilidades que os bancos não conseguem prestar.

A maioria não possui agência física e são especializadas em nichos como, por exemplo, cartões de crédito, empréstimos, adiantamento de recebíveis, investimentos, seguros, etc.

As diferenças entre fintechs e bancos são determinadas pela facilidade dos processos e acesso aos serviços.

As fintechs estão mudando o comportamento da população e das corporações com relação às finanças.

Por que optar por uma fintech?

 

As fintechs, por trabalharem com serviços financeiros especializados, apresentam soluções inovadoras, precisas e usam a tecnologia como aliada.

Mais do que isso, podemos assinalar os grandes diferenciais das fintechs com relação aos bancos:

Especialização

 

As fintechs oferecem produtos diferenciados e com muitas vantagens se comparados aos bancos no nicho das quais estão inseridas.

Por serem especialistas naquilo que fazem, seu foco é voltado a poucas e excelentes soluções.

Burocracia

 

Nas fintechs não existem filas, entregas pessoais de documentos, correspondências, extratos pelos Correios e, até mesmo, os contratos são assinados eletronicamente através de computadores ou equipamentos móveis.

A burocracia absurda dos bancos não é presente nas fintechs.

Alta qualidade nos serviços

 

Sendo as fintechs especializadas em alguns nichos, a qualidade na prestação dos serviços é de alto nível, onde todos os assuntos são resolvidos através das plataformas de forma rápida e segura.

Taxas menores e isenção de tarifas

 

Outra grande vantagem das fintechs está relacionada ao custo, pois, muitos dos serviços prestados não possuem tarifas, como, por exemplo, anuidade do cartão de crédito e mensalidades de contas correntes.

Além disso, as taxas de outras operações, como empréstimos, antecipação de recebíveis e várias outras são muito menores em relação aos bancos.

Juros mais baixos

 

Em função dos custos muito menores do que o dos bancos, as fintechs também se diferenciam nas cobranças de juros, oferecendo ao mercado melhores oportunidades e buscando alternativas viáveis para seus clientes.

Nesse caso, se transformam em consultores financeiros apresentando soluções que os clientes jamais conheceriam nos bancos.

Não é difícil imaginar a diferença no relacionamento entre as fintechs e bancos.

Enquanto as fintechs oferecem soluções através do seu smartphone ou computador de maneira automática e ágil, os bancos continuam com seus tradicionais gerentes e as filas de clientes aguardando para serem atendidos.

Conheça a GC Factoring

 

Por falar em fintechs, você conhece a GC Factoring?

A GC Factoring iniciou suas atividades em 2004 com uma pequena carteira e hoje oferece produtos diferenciados a centenas de clientes dos mais diversos portes e segmentos.

É especialista e possui as melhores soluções do mercado nas seguintes áreas:

Se você ainda não faz parte dos clientes que contam com nossas soluções, faça contato conosco. Estamos a sua disposição!

 

(Imagens: divulgação)

 

Saiba como podemos ajudar você e sua empresa!

Entre em contato conosco e descubra.